Filtro de procura
Etiquetas
Etiquetas
Voltar

FCC melhora significativamente o resultado líquido atribuído no primeiro trimestre do ano, atingindo 50,3 milhões de euros

10/05/2018

FCC melhora significativamente o resultado líquido atribuído no primeiro trimestre do ano, atingindo 50,3 milhões de euros

  • EBITDA da FCC aumentou 15,3% para alcançar 199,6 milhões de euros, em comparação com 173,1 no ano passado
  • Resultado líquido da exploração se situar em 109 milhões de euros, 39,4%
  • A carteira de negócios do Grupo FCC é de 29,663 bilhões de euros, o que garante um período de atuação de mais de cinco anos
FCC melhora significativamente o resultado líquido atribuído no primeiro trimestre do ano, atingindo 50,3 milhões de euros

A FCC obteve um lucro líquido atribuível de 50,3 milhões de euros durante o primeiro trimestre do ano, o que representa um aumento notável em comparação com os 21,4 milhões de euros obtidos no primeiro trimestre de 2017.

O valor do lucro operacional bruto (Ebitda) do Grupo FCC alcançou, no primeiro trimestre do ano, um aumento considerável de 15,3%, atingindo 199,6 milhões de euros. Sua evolução permitiu um aumento de 2,1 pontos percentuais do retorno sobre a renda, chegando a 15% pela primeira vez no Grupo. Este resultado também reflete o esforço contínuo para priorizar a rentabilidade no Grupo FCC como um todo, através das medidas de eficiência e sinergias implementadas e várias ações voltadas para o aumento da produtividade.

Na evolução do Ebitda nas áreas de negócio, destaca-se o comportamento da área do Ambiente, que registou um crescimento de 11,4% e atingiu os 103,2 milhões de euros, devido à sua maior contribuição para o Grupo. Destaca também a área de cimento com um aumento de 35,9% para 18,4 milhões de euros. A área da Água registou 51,9 milhões de euros, um aumento de 1,4% face ao período homólogo de 2017; e a área da Construção atingiu um Ebitda de 16,5 milhões de euros, mais 3,8% do que no ano anterior.

Por outro lado, o lucro operacional bruto (Ebit) situou-se em 109 milhões de euros, 39,4% a mais que no mesmo período do ano anterior.

A despesa financeira líquida diminuiu em -29,7% para 40,3 milhões de euros no período. Essa contração acentuada é conseqüência do impacto das medidas de refinanciamento e otimização financeira executadas no ano anterior.

No final do primeiro trimestre, a dívida financeira líquida do Grupo de Serviços ao Cidadão ascendia a 3.780,9 milhões de euros, com uma variação de 5,6% face a dezembro de 2017, devido à expansão sazonal do fundo de maneio registado em o primeiro semestre do ano e que tende a inverter no seu segundo semestre.

No final do período, a carteira de negócios ascendia a 29 663 milhões de euros, o que garante um período de actividade de mais de cinco anos.

Marcos do primeiro trimestre

FCC assina venda de 49% da Aqualia para IFM por 1.024 milhões de euros

Em março deste ano, a FCC assinou o acordo para a venda ao IFM Global Infrastructure Fund de uma participação minoritária no capital da área de Water, a FCC Aqualia. Os principais aspectos da operação são: (i) O percentual de aquisição é de 49% do capital da subsidiária, com o qual o Grupo FCC manterá seu controle. (ii) O preço a pagar pelo IFM por 49% da Aqualia é de 1.024 milhões de euros, o que significa que a transação representa um valor de 100% do capital da Aqualia de 2.090 milhões de euros. (iii) O fechamento da operação está sujeito às condições precedentes usuais (concorrência, autorização de entidades financeiras ...). (iv) O principal destino dos recursos a serem recebidos será a redução do endividamento financeiro e, em menor grau, o atendimento de outras necessidades corporativas do grupo. (v) A FCC Aqualia, como responsável pela área da Água, prevê a continuidade da sua estratégia atual, a manutenção das suas operações e relações comerciais (administrações públicas, clientes privados, fornecedores ...), o fortalecimento e desenvolvimento de novos mercados com a participação ativa e sinergias derivadas da incorporação do novo sócio e da permanência da equipe de gestão.

FCC Construcción ganha novo contrato na Irlanda por 220 milhões de euros

A área de construção do Grupo FCC ganhou o contrato para a concepção e construção de dois edifícios do centro de ensino superior do Instituto de Tecnologia de Dublin (DIT) no campus Grangegorman. O projeto tem um orçamento de 220 milhões de euros e um período de execução de 26 meses. A infra-estrutura a ser desenvolvida será construída de acordo com o sistema de colaboração público-privada (PPP), com a Macquarie e a empresa local John Sisk & Son, as concessionárias e clientes da construtora.

FCC Medio Ambiente aumenta contratação para 1.243 milhões de euros no primeiro trimestre

No primeiro trimestre, a área de Meio Ambiente incorporou diversos contratos na área de serviços urbanos (entre os quais se destacam Logroño e Gran Canaria, na Espanha), além de outros no campo internacional, ligados à reciclagem e valorização de resíduos, o que permitiu encerrar o mês de março com um aumento da carteira de serviços de 5,5% em relação ao saldo do final do ano anterior, para 10.849,7 milhões de euros, equivalentes a 4 anos de atividade com base no rendimento obtido no passado.

Aqualia obtém seus primeiros contratos em Omã e Panamá

Em Fevereiro passado, a joint venture SAOC, constituída pela Aqualia e a empresa pública Majis Industrial Services, do Oman Investment Fund, ganhou o contrato para desenvolver e gerir a operação e manutenção de todos os serviços durante os próximos 20 anos (recrutamento, dessalinização, distribuição e tratamento) relacionados à água na área portuária de Sohar, a mais importante no norte de Omã. Ao longo da duração do contrato, o volume de receitas esperadas ascende a aproximadamente 120 milhões de euros.

Por outro lado, o Ministério da Saúde do Panamá escolheu a proposta da Aqualia para o projeto, construção, operação e manutenção da estação de tratamento de águas residuais de Arraiján Este. O projeto, avaliado em cerca de 75 milhões de euros, é o primeiro na área da água no país da América Central.

Além disso, a planta de dessalinização de Guaymas (Sonora) será realizada no México, que inclui o projeto, equipamentos, construção e start-up, bem como a operação e manutenção por um período total de 20 anos. O projeto assume uma carteira total de cerca de 110 milhões de euros.

O projecto METHAmorphosis escolhido como um exemplo de projecto do programa LIFE pela Comissão Europeia

A Comissão Europeia colocou METHAmorphosis, um projeto de pesquisa que visa aumentar a produção de biometano a partir de resíduos municipais e agroindustriais, como um exemplo do programa LIFE no relatório "Dois anos depois de Paris. Progresso no sentido de cumprir os compromissos da UE em matéria de clima ".

O relatório analisa o grau de desenvolvimento e esforço dos países da UE no seu compromisso de reduzir as emissões de gases com efeito de estufa acordados na Cimeira de Paris em 2015. Esta é uma menção significativa, uma vez que o METHA aparece dentro de cinco As políticas relacionadas com as alterações climáticas na UE e a sua aplicação permitem poupanças de energia até 70% nos tratamentos de lixiviados e reduzem a pegada de carbono do veículo em cerca de 80% em comparação com a utilização de combustíveis fósseis.